“Um bom educador abraça quando todos rejeitam; anima quando todos condenam; aplaude os que nunca subiram ao pódio; vibra com a coragem de disputar dos que ficaram nos últimos lugares. Não procura o seu próprio brilho, mas faz-se pequeno para tornar os seus filhos, alunos e colegas de trabalho grandes”.

A.Cury

30 agosto 2017

A IMPORTÂNCIA DA ROTINA NA EDUCAÇÃO INFANTIL

Por Andréa Gonçalves


«A ROTINA É COMPREENDIDA COMO UMA CATEGORIA PEDAGÓGICA DA EDUCAÇÃO INFANTIL QUE OPERA COMO UMA ESTRUTURA BÁSICA ORGANIZADORA DA VIDA COTIDIANA DIÁRIA EM CERTO TIPO DE ESPAÇO SOCIAL, CRECHES OU     PRÉ-ESCOLA». (BARBOSA, 2006, P. 201)


Segundo Ramos (s/d) a organização do tempo pedagógico apresenta uma dinâmica multifacetada e o professor precisa planejar suas ações refletindo sobre as relações sociais, gostos e necessidades relacionadas ao grupo em que está inserido. Desta forma, o tempo educacional está diretamente ligado as atividades que são propostas para o desenvolvimento integral dos estudantes e suas necessidades básicas.
"A rotina representa, também, a estrutura sobre a qual será organizado o tempo didático, ou seja, o tempo de trabalho educativo realizado com as crianças. A rotina deve envolver os cuidados, as brincadeiras e a situações de aprendizagens orientadas. (BRASIL, V.1, 1998, p.54)".
A rotina desempenha um papel fundamental na educação infantil, pois, proporciona sentimentos de estabilidade e segurança. É uma categoria pedagógica que auxilia o trabalho docente, visando dar atendimento de qualidade às crianças.

"A rotina estruturante é como uma âncora do dia-a-dia, capaz de estruturar o cotidiano por representar para a criança e para os professores uma fonte de segurança e de previsão do que vai acontecer. Ela norteia, organiza e orienta o grupo no espaço escolar, diminuindo a ansiedade a respeito do que é imprevisível ou desconhecido e otimizando o tempo disponível do grupo.   É um exercício disciplinar a construção da rotina do grupo, que envolve prioridades, opções, adequações às necessidades e dosagem das atividades. A associação da palavra âncora ao conceito de rotina pretende representar a base sobre a qual o professor se alicerça para poder prosseguir com o trabalho pedagógico". (PROENÇA, 2004, p.13)

A autora Mantagute (2008) considera que esta ação pedagógica privilegia a tranquilidade do ambiente, já que, a repetição de atividades cotidianas orienta tanto as crianças como professores, dando-lhes uma previsão do que vai ocorrer.
"A rotina representa, também, a estrutura sobre a qual será organizado o tempo didático, ou seja, o tempo de trabalho educativo realizado com as crianças. A rotina deve envolver os cuidados, as brincadeiras e a situações de aprendizagens orientadas. (BRASIL, V.1, 1998, p.54)".
É importante entender que as rotinas devem ser planejadas e não podem ser rígidas, ao contrário, sempre que necessário, os professores devem fazer adequações nas atividades diárias.

"Dessa forma, podemos dizer que a rotina é uma prática com diferentes ações que ocorrem em nosso cotidiano. Ela possibilita que a criança se oriente na relação espaço/tempo, reconhecendo seu andamento, dando sugestões e propondo mudanças.                                                                 Levando em consideração as necessidades da criança, é fundamental que dentre os elementos que compõem a rotina façam parte os horários de alimentação, higiene, escovação de dentes, calendário, chamada, roda de música, oração, momento da novidade, ajudante do dia, hora do conto, repouso, atividades lúdicas e significativas, jogos diversificados como faz-de-conta, exploração de diversos materiais, ou seja, atividades que estimulem o desenvolvimento da criança. (MASSENA, 2011)".

ATIVIDADES PARA EXPLORAR NA ROTINA ESCOLAR

Todas as atividades realizadas dentro da rotina possuem uma finalidade e podem ser realizadas no coletivo ou individualmente em diferentes locais, de acordo com o planejamento do professor.

HORA DA RODA OU RODA DE CONVERSA

    Essa atividade pode ser realizada em diferentes momentos da rotina do professor. Muitos professores utilizam essa estratégia logo no início da aula para que os alunos possam conversar sobre a rotina diária e outros assuntos que lhes convier. Neste momento costumam fazer a chamada (com crachás ou plaquinhas com nomes), escolher o ajudante do dia e trabalhar como calendário.

HORA DOS CANTINHOS

    Outra forma de receber as crianças é preparar cantinhos com atividades lúdicas logo que elas chegam. Essa forma de recebê-las lhes dá conforto e segurança, pois, sentem que o ambiente foi preparado para elas.

HORA DA HISTÓRIA

Estar em contato com histórias e diferentes portadores textuais é essencial para ampliar o repertório cultural , aumentar a familiaridade com a língua desenvolvendo  comportamento leitor.

HORA DA ATIVIDADE

    Esse é o momento em que toda a sala vai realizar uma atividade voltada a um conteúdo específico elaborado pelo professor.

HORA DO LANCHE

Esse momento é muito importante para a criança, já que, durante as refeições ela tem oportunidade de interagir com seus pares. Nestas atividades os pequenos desenvolvem autonomia e aprender sobre os cuidados com alimentação para se tornarem seres humanos saudáveis.

HORA DA BRINCADEIRA/PARQUE

As brincadeiras são essenciais na Educação Infantil. Nessas atividades as crianças compartilham ideias, aprendem regras, interagem, conhecem e exploram o corpo tomando consciência de suas potencialidades.
 ···· ···· ⟱ ···· ····


BIBLIOGRAFIA, FONTES E REFERÊNCIAS

BARBOSA, Maria Carmen Silveira. Trabalho: A Rotina nas Pedagogias da Educação Infantil: Dos Binarismos à Complexidade. Currículo sem Fronteiras, v.6, n.1, p. 56-69, Janeiro/Junho de 2006. Acesso em 20 de janeiro de 2012.

BRASIL, Ministério da Educação, Secretaria de Educação. Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil. Brasília: MEC/SEF, 1998, Volume 1 e Volume 2.

FREEPIK, Imagens Vetoriais. Recursos Gráficos para Todos.

MANTAGUTE, Elisângela Iargas Iuzviak. Rotinas na Educação Infantil. Acesso em 20 de janeiro de 2012.

MASSENA, Renata S. Monografia: Entrelaçamentos Entre as Concepções do Educar e do Cuidar na Educação Infantil. Salvador: UNEB, 2011. Acesso em 21 de janeiro de 2012.

PROENÇA, Maria Alice de Rezende. A Rotina Como Âncora do Cotidiano na Educação Infantil. Revista Pátio Educação Infantil, n. 4, p.13-15. Porto Alegre: Grupo A, 04 de abril de 2004.

RAMOS, Janaína Silmara Silva. Artigo para a XVIII Semana de Humanidades: Rotina na Educação Infantil Saberes Docentes. Natal: UFRN, 2010.  Acesso em 22 de janeiro de 2012.


Reações:

0 comentários: