Educar é viajar no mundo do outro sem nunca penetrar nele. É usar o que pensamos para nos transformar no que somos. O maior educador não é o que controla, mas o que liberta. Não é o que aponta os erros, mas o que os previne. Não é o que corrige comportamentos, mas o que ensina a refletir. Não é o que observa apenas o que é tangível aos olhos, mas o que vê o invisível. Não é o que desiste facilmente, mas o que estimula sempre a começar de novo.

Um bom educador abraça quando todos rejeitam; anima quando todos condenam; aplaude os que nunca subiram ao pódio; vibra com a coragem de disputar dos que ficaram nos últimos lugares. Não procura o seu próprio brilho, mas faz-se pequeno para tornar os seus filhos, alunos e colegas de trabalho grandes.

A.Cury

23 janeiro 2013

Atividades para os primeiros dias de aula- Educação infantil

Que comece o ano letivo!

Como lidar com as expectativas de pais, alunos e mesmo do corpo docente nos primeiros dias de aula.

Objetivos:
Propiciar um momento de maior descontração e interação entre as crianças, seus novos colegas e professora, por meio do lúdico;
Trabalhar o sentimento de insegurança;
Recepcionar os pequenos nos primeiros dias de aula;
Adaptar os alunos ao ambiente escolar;
Planejar a volta às aulas.
Fotos: Itaci Batista
Dica de leitura!
Camila e a Volta às Aulas
Começa um novo ano na escola. Camila está ansiosa para rever seus amiguinhos e conhecer a nova professora. Miguel, primo de Camila, estudará na mesma escola e está com um pouco de medo, mas Camila vai ajudá-lo.
Autor: Nancy Delvaux
Ilustração: Aline de Pétigny
Editora: Larousse Júnior
Preço: R$ 19,40
Onde encontrar: www.larousse.com.br
Os primeiros dias de aula na Educação Infantil é algo que fica marcado na vida da maioria das pessoas. É um momento de descoberta, de torna-se um pouco mais autônomo em relação aos pais e conhecer novos amigos e aprendizados. Os pais, também sentem esse momento, já que temem por deixarem seus filhos em um ambiente novo e pela reação dos pequenos a essa novidade. Por outro lado, os professores, mesmo com toda experiência também tentam se planejar para que esse dia seja realmente especial e um começo positivo para todos.
Segundo a coordenadora do Colégio Mary Ward, Véra Carayol, essa entrada na escola é o ficar longe da mamãe, da casa, dos brinquedos preferidos. É o estar "sozinho" com outras crianças e com uma pessoa adulta diferente da mamãe, a professora. Para muitos, uma experiência boa, mas, para outros, ruim. "Para que não seja ruim, é necessário que a criança seja preparada antecipadamente para a entrada na escola, embora muitos comecem logo cedo, quando bebês; para os que começam mais tarde, é importante que tenham sido preparados para essa nova situação, assim como, aqueles que mudam de escola”, explica.
Por isso, como fazer dos primeiros dias na escola um momento em que as boas expectativas sejam alcançadas e laços positivos sejam construídos? Véra acredita que é interessante que os pais se sintam apoiados na instituição que escolheram, isso só dará maior segurança a seus filhos. Além disso, é positivo que nos primeiros dias de aula os pequenos passem por uma diversidade de atividades tudo de maneira lúdica e atraente: oficinas com pincel e tinta, rodas de conversa (para um melhor entrosamento), passeio pela escola para conhecerem todos os ambientes etc.
Dica esperta!E a professora como se apresenta para os alunos? Ela pode participar das brincadeiras e se apresentar como eles, ou seja, quando a sua bexiga estourar ou quando a bola ficar com ela.
Primeiro momento
Chuvinha de papéis
Em roda, ao som de músicas calmas, a professora coloca papéis de diversas cores e texturas ao centro (jornal, revista, E.V.A., crepom, cartolina, entre outros). Ela também estimula os pequenos a manipularem e a rasgarem livremente os papéis. Em seguida, junta-se todos os papéis e joga-se para o alto, fazendo a chuvinha!
Dica esperta!Nos primeiros dias de aula é interessante que os pais permaneçam na escola junto com os filhos para que a adaptação seja mais tranquila e não seja uma fase traumática para a criança.
Segundo momentoApós esse momento de diversão, no qual os pequenos expressam-se e sentem-se acolhidos na brincadeira, faz-se uma obra de arte utilizando os papéis. Podem ser feitas colagens diversas e também papel machê para fazer modelagens. Além dos papéis, a professora utiliza também tintas guache, plástica, pincéis e outros.
Receber com carinho
É importante que o professor e a escola demonstrem para pais e alunos que eles preparam com carinho a escola e a sala para recebê-los. E o que é possível fazer? Que tal deixar a sala de aula bem bonita para os pequenos e quem sabe preparar um pequeno presente que será bem útil durante o período escolar? Veja como fazer um estojo para guardar canetinhas, lápis de cor, giz de cera etc.
Dica esperta!A escola também pode promover nas primeiras duas semanas de aulas atividades diferentes que atraiam as crianças pela escola. Que tal contratar palhaços para fazerem apresentações aos pequenos? E por que não fazer uma seção de cinema com um filme divertido e dar saquinhos de pipoca para eles?
Você sabia?A intervenção amistosa e segura de uma professora bem preparada costuma atenuar o impacto da separação, quando a criança agora tem de frequentar a escola. Isso ameniza as expectativas negativas desta vivência, na medida em que ela vai conversando com os pais e com a criança, esclarecendo dúvidas e transmitindo carinho e amizade à criança.





Estojo de E.V.A.

Materiais:

E.V.A. estampado
E.V.A. liso
Furador
Tesoura
Velcro
Cola para E.V.A.

Como fazer:
1. Cortar os E.V.As conforme o molde.
2. Vincar nos lugares das dobras.
3. Com o furador fazer os furos nas laterais.
4. Passar o E.V.A. estampado pelos furos.
5. Colar o E.V.A. estampado.
6. Colar o velcro na tampa e no estojo.



Você sabia?O motivo da recusa de voltar às aulas após as férias é diferente do motivo da criança que vai a ela pela primeira vez. Ás vezes, essa recusa é determinada pela insegurança gerada, por exemplo, por doença de uma pessoa próxima, separação dos pais, excesso de atividades fora do período escolar, receio de não corresponder às expectativas dos pais, notas baixas e dificuldades de aprendizagem anteriores e a troca de professores.



Apresentação
As professoras Nadja da Silva Menezes Pereira e Nívia Maria Macedo Pereira, do Colégio Nossa Senhora de Fátima, sugerem que os professores procurem formas divertidas e diferentes de promover a apresentação dos nomes no primeiro dia de aula. Uma ideia é pedir para que os pequenos peguem bexigas e as manipulem, quando a bexiga de um deles estourar, este tem que falar seu nome. Um por vez, então, vai se apresentando, sem aquela insegurança comum dos primeiros dias.



Esse animal sou eu
A professora Viviane Patrice, em seu blog www. educacao-ale.blogspot.com.br, recomenda pedir aos alunos que sentem em círculo e cada um escolha o nome de um animal. Depois, a professora vai contar uma história em que cada um dos animais são citados e, quando isso acontecer, o aluno que escolheu aquele animal deve levantar e imitá-lo.



Outra sugestão, é que em vez de usar bexigas, que pode assustar as crianças, trabalhar com uma bola e, ao som de uma música, ir passando-a para os pequenos que estarão em roda. Quando a música parar, o aluno que estiver com a bola fala seu nome.

Fonte:http://revistaguiainfantil.uol.com.br/professores-atividades/116/artigo274936-2.asp
Reações:

0 comentários: