Educar é viajar no mundo do outro sem nunca penetrar nele. É usar o que pensamos para nos transformar no que somos. O maior educador não é o que controla, mas o que liberta. Não é o que aponta os erros, mas o que os previne. Não é o que corrige comportamentos, mas o que ensina a refletir. Não é o que observa apenas o que é tangível aos olhos, mas o que vê o invisível. Não é o que desiste facilmente, mas o que estimula sempre a começar de novo.

Um bom educador abraça quando todos rejeitam; anima quando todos condenam; aplaude os que nunca subiram ao pódio; vibra com a coragem de disputar dos que ficaram nos últimos lugares. Não procura o seu próprio brilho, mas faz-se pequeno para tornar os seus filhos, alunos e colegas de trabalho grandes.

A.Cury

15 janeiro 2012

Projeto: Ser diferente

Tema da proposta:

·                 Inclusão tecnológica e diversidade cultural através das Ciências Humanas, Exatas e Biológicas.
Público a ser envolvido:
·                 Turmas do ensino fundamental I- 1º ano,2º ano,3º ano,4º ano e 5º anos.
·                 Turmas do ensino fundamental II- 6º ano,7º ano,8º ano e 9º anos
·                 Turmas do ensino médio:1º,2º e 3º anos.
·                 Professores, coordenadores e comunidade local.

Período de realização:
·                 2º semestre de 2011 e 1º semestre de 2012.

Justificativa:
         A diversidade cultural são diferenças culturais que existem entre o ser humano. Há vários tipos, tais como: a linguagem, danças, vestuário e outras tradições como a organização da sociedade. A diversidade cultural é algo associado à dinâmica do processo associativo. Pessoas que por algumas razões decidem pautar suas vidas por normas pré-estabelecidas tendem a esquecer suas próprias idiossincrasias (Mistura De Culturas). Em outras palavras, o todo vigente se impõe às necessidades individuais. O denominado "status quo" deflagra natural e espontaneamente, e como diria Hegel, num processo dialético, a adequação significativa do ser ao meio. A cultura insere o indivíduo num meio social.
         O termo diversidade diz respeito à variedade e convivência de idéias, características ou elementos diferentes entre si, em determinado assunto, situação ou ambiente. Cultura (do latim cultura, cultivar o solo, cuidar) é um termo com várias acepções, em diferentes níveis de profundidade e diferente especificidade. São práticas e ações sociais que seguem um padrão determinado no espaço/tempo. Se refere a crenças, comportamentos, valores, instituições, regras morais que permeiam e "preenchem" a sociedade. Explica e dá sentido a cosmologia social, é a identidade própria de um grupo humano em um território e num determinado período.
Esta diversidade cultural presente no cotidiano brasileiro por anos tem sido esquecido dando ênfase a cultura eurocêntrica, ou seja, a cultura européia como centro fundamental na constituição da sociedade minimizou por muitos anos a cultura trazida por outros povos em nosso país.
Com o intuito de minizar essa visão preconceituosa pautada no etnocentrismo, a escola se vê como mediadora dos conhecimentos necessários ao respeito de valores e crenças culturais, já que vivemos em um mundo em que as pessoas tem a tendência de achar que apenas sua cultura é que está certa.
         Diante deste contexto, faz-se necessário refletir sobre este tema abrangente e polêmico dentro da instituição escolar para que os alunos possam aprender respeitar e promover a equidade cultural e entender que ser diferente é normal.
         Saber que ser diferente é ideal no mundo em que vivemos, onde todos são aprendentes e com tecnologia podemos dividir espaço de entendimento, ao contrário de nos isolarmos na vida; sermos violentos, agredindo ou prejudicando o próximo.

Mídias a serem utilizadas:

·                 Televisão,
·                 DVD
·                 Rádio
·                 Microfone
·                 Computadores
·                 Data show
·                 Internet
·                 Máquina Digital
Atores e papéis que deverão desempenhar:

         Os professores deverão trabalhar as inteligências múltiplas e interdisciplinaridade, deve haver convite à Comunidade tanto durante a exibição de filmes quanto no debate e apreciação dos trabalhos realizados pelos alunos.
Objetivo geral
         Trabalhar com o tema de forma interdisciplinar para que os alunos desenvolvam atitudes de tolerância e respeito ao seu semelhante, conscientes de que somos diferentes, porém todos seres humanos,  portanto  que merecem serem aceitos, amados e respeitados no ambiente escolar e fora dele. 
Objetivos Específicos

·       Desenvolver atitudes de tolerância para com as diferenças do semelhante; Aceitar o outro e o respeitando como gosta de ser respeitado
·       Diminuir atitudes de bulling, de desperdício, de segregação racial e social, não discriminação quanto às pessoas portadoras de deficiências etc.
·       Conscientizar as pessoas da necessidade de amar a si mesmo e ao próximo, aceitando, respeitando e valorizando a luta e o trabalho das pessoas festejando as diferenças de todos nós semelhantes. (trabalho corporativo, ética atividades qualitativas, compreensão, consciência e responsabilidade.

Sugestão de organização de temas para os alunos:
Ensino fundamental I- Nosso povo.
         As diferentes etnias de nossa região.Os educadores farão um trabalho voltado à questão regional, pesquisa de diferentes etnias e suas influências culturais na região em que as crianças residem
1º ano – O índio
2° ano – O europeu
3º ano - Os negros
4º ano – Os imigrantes
5º ano – Os imigrantes
Ensino fundamental II- As regiões Brasileiras
Os educadores desenvolverão seu trabalho em torno das regiões do Brasil .Cada ano ficará responsável de compreender a influência das diferentes etnias nas regiões brasileiras.
6º ano-Região sudeste
7º ano-Região sul
8º ano- Região nordeste
9º ano- Região Norte e centro-oeste
Ensino médio – Somos todos diferentes.
         Os educadores trabalharão com temas voltados a inclusão de pessoas especiais,o bullyng , Preconceito.
1º ano- Pessoas com necessidades especiais
2º ano- O bullyng
3º ano- Preconceito.

Metodologia:
·                 Aulas com diálogo.
·                 Debates.
·                 Exibição dos filmes
·                 Utilização de obras de artísticas que retratem a diversidade cultural do nosso país
·                 Pesquisas na internet
·                 Fotografias
·                 Livros didáticos e paradidáticos
·                 Acervos digitais
·                 Músicas diversas
Estratégias:
·                 Levantamento prévio do conhecimento do aluno;
·                 Pesquisa na internet sobre os temas,
·                 Pesquisar na internet .
·                 Exibição de filmes;
·                 Debate e questionamento após os filmes e temas citados;
·                 Apresentação de música,
·                 Elaboração de apresentações dos temas em documentos multimídias, utilizando os programas Power Point e movie maik,
·                 Exibição em data show na escola com convite a comunidade;
·                 Visita a asilos e outras entidades que envolvem o trabalho com crianças e jovens portadores de deficiência física e intelectual.
   
Critérios de avaliação:
         As avaliações serão feitas durante todo o processo e vão contemplar a assimilação por parte do corpo discente dos conteúdos propostos.
Culminância:
Semana da diversidade cultural – Sou diferente!
Forma de socialização das produções:
·                 Apresentação para a comunidade escolar dos trabalhos realizados pelos alunos.
·                 Sessão cinema(para a comunidade) com filmes  voltados aos temas.
·                 Palestras sobre os temas desenvolvidos.
Sugestão de teatro:
Teatro: Respeitando o próximo.
Personagens: 4 personagens com máscara preta, 03 com roupas brancas e 01 narrador
As personagens estarão com máscara e roupas pretas
4 Personagens: Entrarão com um fundo musical (suspense) e ficarão no altar discutindo. Enquanto isso o narrador iniciará a história.
Narrador: Em uma cidade viviam pessoas que estavam contaminadas pelo egoísmo e, por isso, tornaram-se mascaradas, pois cada uma queria cada vez mais e não se importava em prejudicar os outros. Agindo dessa forma uma série de problemas vieram acontecer como a inveja, fome, roubo violência e as brigas tornaram-se constantes. Quando o coração está cheio de egoísmo, a razão age pela maldade, pois já não tem mais razão para amar.
Ninguém pensava em seu semelhante e a verdade era maquiada para beneficiar uns poucos e por isso, brigas, brigas e brigas.

Fundo Musical: Suave
Nesse momento entrarão três personagens com vestes brancas pelos corredores. As luzes deverão estar apagadas.
Ao ver as personagens de branco, as quatro mascaradas caem no chão.

Narrador: Por muito tempo as pessoas viveram no egoísmo e na maldade sem encontrar solução de melhora, porém ainda há pessoas iluminadas, verdadeiras e que procuram melhorar essa situação. Essas pessoas chegaram até a cidade e tentaram modificar a situação, mas não foi fácil, pois quando deixamos o mal ganhar espaço em nossa vida, temos que ter muita paciência e persistência para conquistar novamente um espaço para semear o Amor. Depois de muito tentar, alguém resolveu assumir o bem e retirar toda a maldade em que se encontrava. Esse gesto influenciou outros, outros e outros. E a partir daí o amor e a verdade renasceram para brilhar juntos, iluminar e retirar toda a maldade e egoísmo.
Música e Dança: Imagine ou Let`s talk about love (Celine Dion)
Narrador mensagem final: O ser humano sabe ainda criança que, respeitar e amar seu semelhante sem preconceito é primordial para podermos ser felizes nessa breve passagem de vida terrena e com esse amor incondicional, nós seremos os mais beneficiados.
Procurar refletir constantemente... Seus erros e acertos, o que tem feito por ti e pelo próximo, o porquê de tanta coisa a te atormentar, ou mesmo a te encantar... avaliar a cada minuto de vida...."estou no caminho certo, mestre?
Mas... o mais importante em tudo isso é...
Admitir seus próprios erros, ou perdoar seu semelhante.

Referências:
  -O Eu e o Outro no grupo. Material do Programa de Pós-Graduação em Educação -  PUCSP - Projeto Formação Aprendizagem: Formas Alternativas de Atendimento, 2003.
- Prática e formação de professores na integração de mídias. Prática pedagógica: articulação entre conhecimentos, tecnologias e mídias. In: ALMEIDA, Maria Elizabeth B. de & MORAN, --      José Manuel (orgs). Integração das Tecnologias na Educação. Salto para o Futuro. Secretaria de Educação a Distância: Brasília, Seed, 2005a. p.39-45. Disponível em:
http://www.tvebrasil.com.br/salto. Acesso em mar/2006
- ALMEIDA, M. E. B. Escola em mudança: experiências em construção e redes colaborativas de aprendizagem. In ALONSO, M.; ALMEIDA, M. E. B.; MASETTO, M. T.; MORAN, J. M.; VIEIRA, A. Formação de gestores escolares para utilização de tecnologias de informação e comunicação. Brasília: Secretaria de Educação a Distância, 2002. pp. 41-62.
- Educação, projetos, tecnologia e conhecimento. São Paulo: PROEM, 2002b.
-
Resgatando a questão da gestão da sala de aula : Maria Elizabeth B. de Almeida e Maria Elisabette B. B. Prado
-Repensando as situações de aprendizagem: o fazer e o compreender
Texto de José Armando Valente, que se encontra no Boletim do Salto para o Futuro, série Tecnologia na Escola. Programa 4, 2002.
Disponível em
: http://www.tvebrasil.com.br/salto/boletins2002/te/tetxt4.htm
ECA- Estatuto da Criança e do Adolescente
Filmes – O alto da compadecida, Crianças Invisíveis e O poder de um jovem.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Diversidade_cultural


Reações:

0 comentários: